O que fazer em Paris: roteiro de 5 a 7 dias

A Capital da França é uma cidade Fantástica, linda, única. Com tantas belezas, fica até difícil escolher o que fazer em Paris.

Muitas vezes, o viajante que vai à Europa decide visitar mais de um país, o que pode deixar poucos dias para determinado lugar.

Eu sou super adepto de visitar vários lugares, mas sempre com um planejamento bem feito e sem correria.

Então, indico como tempo ideal para a Cidade Luz, no mínimo 5 (cinco) e até aproximadamente uma semana.

Lógico que se você puder ficar mais tempo, será melhor. Se não der, é um bom motivo para voltar e conhecer tudo o que fazer em Paris.  


Informações sobre a França

Bandeira da FrançaO turismo é uma importante fonte de receita para a França. O País recebe cerca de 70 milhões de turistas por ano, que “injetam” bilhões de dólares na economia.
Seja para um mochilão, seja para uma estadia de lua de mel, a França é um destino e tanto!

A estrutura de turismo é fenomenal e proporciona hospedagens para todos os bolsos e atrações para todos os gostos.


Chegando à França (Paris)

Os cidadãos brasileiros não precisam de visto para entrar no país, podendo permanecer a turismo por no máximo 90 dias, basta apresentar passaporte.

Porém, para ser admitido na França é exigido um seguro viagem.

Para viajar para a EUROPA é necessário contratar um seguro viagem. Clique aqui e contrate COM DESCONTO! Utilize o cupom promocional EMBARCANDO5

Nos últimos anos, devido ao crescente temor causado por ataques terroristas, a fiscalização na chegada ao país ficou mais rígida, mas nada de outro mundo.

Geralmente os agentes da imigração e da segurança solicitam o passaporte, fazem algumas perguntas básicas, como o motivo da viagem, quanto tempo e onde o turista vai ficar.

Também poderão questionar se o visitante possui dinheiro o suficiente para se manter pelos dias de viagem na França e se você possui passagem de volta ao Brasil.

Por falar em passagens aéreas, você sabe como comprar seus voos pagando menos? Este post pode te ajudar: Como comprar passagens aéreas baratas?


Sugestão de roteiro

O roteiro a seguir foi feito em 5 dias, de uma forma meio enxuta, deixando  impressão que precisaria de mais tempo para curtir mais e melhor Paris.

Então, estas atrações são aquelas ideais para se visitar em cerca de uma semana/oito dias de estadia na Cidade Luz.

Dia 1 – Ambientação: rápida volta por locais importantes

Para o dia da chegada, indico uma volta pela Champs Elysées para se ambientar. Você pode contratar um tour gratuito CLICANDO AQUI. Não tem que pagar nada antecipadamente. Você dá uma espécie de gorjeta no final da visita, a seu gosto. O tour, em espanhol ou inglês é oferecido pela Civitatis e tem duração de 2 horas e meia.

Em minha última visita a Paris, fui no primeiro dia à Praça de La Republique (próximo à casa de shows Bataclan), onde houve um atentado terrorista em 2015.

A praça é um importante ponto de manifestações da cidade. Possui boa estrutura de restaurantes ao redor e nas proximidades. Não há muita coisa interessante naquele pedaço, mas nós estávamos hospedados lá perto (estação Oberkampf) e havíamos chegado na metade da tarde, em um voo da EasyJet vindo de Milão (MXP).

→ GRU, CWB, GIG, MXP… Você sabe o que significam os códigos dos aeroportos?

DICA DE HOTEL: Recomendo o Hotel du Nord et de l’Est.

É um hotel três estrelas, tranquilo, perto do metrô Oberkampf, de restaurantes, lojas, supermercados e com boa qualidade.

O que fazer em Paris: hospede-se no Hotel du Nord et de L'Est, Paris.
Nosso hotel em Paris

O pessoal da recepção se mostrou sempre disposto a ajudar, seja dando informações sobre a Cidade até emprestando taças para fazermos nosso brinde de despedida na última noite em Paris.

Você pode reservar este hotel clicando AQUI. O processo é totalmente seguro, através do Booking.com, nosso parceiro. Fazendo sua reserva através deste blog, recebemos uma pequena comissão (paga diretamente pela Empresa), o que ajuda a manter o site no ar e a trazer novas dicas sobre destinos mundo a fora. E o melhor: VOCÊ NÃO PAGA NADA A MAIS.

 


Dia 2 (ou dias 2 e 3)

Saímos bem cedo para visitar o Museu do Louvre, um dos nossos focos nesta viagem a Paris.

Museu do Louvre
Museu do Louvre

O Louvre dispensa qualquer apresentação e tem como uma de suas principais atrações o quadro mais famoso do mundo: Monalisa, de Leonardo da Vinci.

É uma atração que “pede” um dia inteiro, ou até mesmo dois dias. O museu é enorme e possui muita coisa interessante para ser vista.

A fila geralmente é grande, o que pode ser evitado se você adquirir algum serviço especializado que para aproveitar melhor sua experiência no Museu do Louvre.

Indicamos o tour guiado com entrada sem pegar fila para conhecer o melhor do Louvre. Você pode contratar através de nosso parceiro Get Your Guide, clicando AQUI.

Economize tempo:

Outra opção, que inclusive eu já usei, foi o Paris Museum Pass, que me ajudou muito nesta viagem, pois dá acesso ao Louvre sem filas gigantescas, além de outras atrações como Arco do Triunfo e Museu d’Orsay.

Para ter uma experiência mais completa e se sua estadia for longa, indico o  Paris Pass, um “passe” que dá acesso livre a mais de 60 atrações e ao transporte público nas zonas 1 a 3 da Cidade.

É nesta região que estão alguns das principais atrações parisienses, como Louvre, Torre Eiffel, Arco do Triunfo, Notre Dame, Sacré-Coeur, o Marais, Montmartre, entre outros.

Com o Paris Pass, você poderá evitar filas em diversos dos principais pontos turísticos da cidade, incluindo o Louvre, o Panteão, o Arco do Triunfo, o Centro Pompidou e muito mais.

Além disso, você receberá um guia turístico completo em 6 idiomas para ajudar a planejar a sua estadia.

ADQUIRA AQUI o Paris Pass. É um ótimo investimento que facilita e muito a vida do turista! Vale a pena!

Dia 4

Torre Eiffel de manhã.

Torre Eiffel

Assim como o Louvre, a Torre dispensa comentários. O visual lá de cima é sensacional e com certeza conhecer a Dama de Ferro bem de pertinho foi uma das maiores sensações que tive em minhas viagens pelo mundo.

Vale lembrar que o Paris Pass não inclui a Torre Eiffel. Comprei o ingresso na hora, após enfrentar uma grande fila, mesmo tendo chegado lá bem cedo. 

Você pode adquirir os ingressos para a Torre Eiffel clicando AQUI. São várias opções. Escolha a sua e viva este momento especial.

Dica: suba até o topo! Olha a vista lá de cima:

O que fazer em Paris: subir no topo da Torre Eiffel
Vista do alto da Torre Eiffel

Ainda no mesmo dia, fui até a Catedral de Notredame. Como ela está em obras atualmente, devido ao incêndio devastador ocorrido há alguns meses, você poderá visitar o Arco do Triunfo e a Champs Elysées no resto do dia e à noite.

Claro que você pode fazer um por dia, ou encaixar uma dessas atrações em outros dias. Aqui estou somente relatando o que fiz, o que consegui visitar e a forma como fiz.

Arco do Triunfo

No Arco do Triunfo, por exemplo, fomos na noite do dia da Torre Eiffel. A entrada estava incluída no Paris Museum Pass.

Indo no Arco do Triunfo à noite, podemos ter uma vista bem legal da Torre Eiffel iluminada. É absurdamente linda!

Voltamos caminhando por parte da Champs Elysées, a avenida que chega em frente do Arco. Existem inúmeras lojas nesta região, além de restaurantes e várias estações de metrô ao longo dela.

Os preços são altos, tanto em restaurantes como em lojas.

Recomendo também caminhar por ela durante o dia, como disse acima. É linda!


 Dia 5: Versailles

Uma boa pedida para este dia é a visita ao maravilhoso Palácio de Versailles. Para aproveitar bem o dia, fui bem cedinho. Você pode chegar lá por conta própria, de metrô e trem. É um pouco distante de Paris, por isso recomendo ir cedo.

Quando fomos, estava muito frio, o que não ajudou muito no passeio pela área externa, os jardins do palácio.

Por isso, a época ideal para visitar o Palácio de Versailles não é no inverno ou próximo dele.

Existem lugares pra comer em Versailles. É uma cidade da região metropolitana de Paris, então, tem boa estrutura.

Você pode garantir AQUI seu ingresso para o Palácio de Versailles, com direito a guia de áudio incluído.


Dia 6: Montmartre

*Eu visitei no mesmo dia de Versailles, mas vale a pena uma visita com calma, para curtir todo o bairro.

A atração imperdível é a Basílica de Sacre Coeur. Suba até a parte mais alta da igreja, de onde se tem uma vista incrível de Montmartre e suas charmosas ruas.

Como disse acima, o ideal é reservar pelo menos meio dia ou um dia inteiro para passear tranquilamente e aproveitar bem. Por isso, indicamos visitar o bairro no dia 6, em caso de roteiros de mais de cinco dias.

Trata-se de um bairro boêmio, com inúmeros bares, cafés e lugares onde se respira cultura, com casas cheias de charme, história e arte.

A casa de shows Moulin Rouge, o mais conhecido “cabaré” parisiense fica no bairro de Montmartre e merece ser visitado.

A foto clássica na fachada do estabelecimento não pode faltar.

O local oferece apresentações musicais.

É possível jantar no Moulin Rouge, o que proporciona a experiência completa. Os valores podem ser um pouco salgados.

Nós, por exemplo, não entramos, só curtimos a região, que tem uma vida noturna vibrante.

Se você quiser verificar as opções de atrações que pode contratar, vou deixar abaixo dois links de empresas que recomendo:

 

>>>INGRESSO PARA O MOULIN ROUGE 

>>>OPÇÕES DE ESPETÁCULOS NO MOULIN ROUGE


Dia 7: nem tudo são flores…

* o objetivo de meus relatos aqui no site não é “romantizar” nada, nem tentar mostrar que tudo é lindo e maravilhoso em minhas viagens. Então, se tiver que criticar e detalhar as “furadas”, vou fazer. Afinal, aqui as dicas são de uma pessoa normal, que viaja,  mas também sofre desilusões mundo afora rs*

Em meu último dia em Paris, fui à praça da Bastilha, por ser um lugar famoso e de importância para a França.

Cheguei lá e: não tem nada lá, literalmente NADA… mas é um local histórico. Fim.

Depois, como era bem próximo, arrisquei ir até o Promenade Plantee. Havia visto este lugar em revistas de turismo. Trata-se de um jardim urbano que parecia bem legal. Parecia.

Chegando lá, talvez pela época do ano, não tinha nada demais.

Depois segui para os Jardins du Touleries, Place du Concorde e andei toda a Champs Elysées.

Os Jardins du Touleries não podem ficar de fora de seu roteiro, ok?

Eu fui no último dia e fiquei pouco tempo. Planeje um tempinho maior para curtir essa linda atração parisiense.

Em nosso roteiro ainda faltou:

Museu de Orsay, Jardins de Luxemburgo, mais tempo no Louvre… Enfim… em sete e até em cinco dias dá para conhecer tudo isso, mas algumas coisas talvez tenham que ficar de fora.


PEDIDO ESPECIAL

Que bom que você chegou até aqui! Espero ter te ajudado a iniciar a próxima viagem, pois adoro ver as pessoas viajando por aí!

Gostaria de pedir uma ajudinha: o Blog EMBARCANDO.COM tem alguns parceiros que garantem preços mais baixos para o planejamento da sua viagem.

Fazendo suas reservas aqui pelo blog, ganho uma pequena comissão e você me ajuda a seguir trazendo dicas gratuitas de viagens baratas.

Você pode reservar hotéis AQUI através do Booking.com (use este link, tá?!) – É seguro, você NÃO PAGA NADA A MAIS e garante a comissão para o blog.

Também temos seguros viagem com desconto (basta utilizar este link e o CÓDIGO PROMOCIONAL: EMBARCANDO5 .

Muito obrigado e BOA VIAGEM!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.